Brazil

​Tetra Pak é pioneira no setor de alimentos e bebidas a oferecer embalagens à base de plantas​


A Tetra Pak, em parceria com a empresa Braskem, tornou-se a primeira do setor de alimentos e bebidas a fornecer polímeros à base de plantas, utilizando os padrões Bonsucro para cana-de-açúcar sustentável. A certificação mostra o compromisso da empresa em promover melhorias nas práticas comerciais éticas e responsáveis em toda a cadeia de suprimento global, ao mesmo tempo em que reduz a pegada de carbono de suas embalagens. 

No Brasil, a Tetra Pak foi pioneira na utilização do polietileno de alta densidade (HDPE), feito a partir de cana-de-açúcar, com o lançamento das primeiras tampas StreamCap™ produzidas com matéria-prima de fonte renovável em 2011. Já em 2014, a empresa iniciou a utilização do polietileno de baixa densidade (LDPE), também produzido a partir de cana-de-açúcar, em algumas camadas da embalagem. 

"Temos visto uma tendência crescente de consumidores querendo fazer mais pelo planeta, e eles esperam ajuda das marcas para isso. Hoje, 91% dos consumidores procuram por certificados ambientais quando fazem compras, e a Certificação Bonsucro pode ser utilizada para dar informações confiáveis aos consumidores, ajudando nossos clientes da indústria de alimentos e bebidas na diferenciação de seus produtos", aponta Mario Abreu, vice-presidente de Sustentabilidade da Tetra Pak. Segundo ele, os polímeros à base de plantas são totalmente rastreáveis até sua origem na cana-de-açúcar, e esse tipo de material tem um papel fundamental na obtenção de uma economia circular de baixo carbono. “No futuro, todos os polímeros que usamos serão feitos de materiais à base de plantas ou de produtos reciclados pós-consumo", completa. 

A utilização de materiais à base de plantas reduz significativamente as emissões de gases que geram efeito estufa e contribui para o crescimento econômico, dissociado de fontes fósseis e finitas. Fornecido pela Braskem, esse polietileno já alcançou volumes 100% certificados pela Bonsucro de bioetanol derivado da cana-de-açúcar para as soluções baseadas em planta da Tetra Pak, demonstrando total transparência na cadeia de suprimentos. 

"Trabalhamos com a Tetra Pak há mais de 10 anos, e a Cadeia Bonsucro reforça o Programa de Fornecimento Responsável de Etanol da Braskem com a garantia e rastreabilidade de toda a cadeia de valor da cana-de-açúcar, até os produtores e usinas”, comenta Gustavo Sergi, Líder da Unidade de Negócios Renováveis da Braskem. 

Danielle Morley, CEO da Bonsucro, explica que a empresa fornece uma plataforma global de ação coletiva para acelerar a sustentabilidade na produção e processamento da cana-de-açúcar. “Para nós, é um marco trabalhar com a Tetra Pak para obter certificação de terceiros e rotulagem de produtos de suas embalagens derivadas da cana-de-açúcar. Os clientes podem ter certeza de que nosso rigoroso padrão de sustentabilidade foi cumprido. Estamos muito animados em continuar a apoiar o fornecimento responsável na Tetra Pak e pela contribuição que a cana-de-açúcar sustentável certificada pode dar às embalagens feitas com material vegetal", afirma. 

A Tetra Pak está comprometida com o fornecimento sustentável e com as organizações que impulsionam este tipo de mudança positiva, como a The Forest Stewardship Council™ (FSC™). Desde 2007, a Tetra Pak já entregou mais de 500 bilhões de embalagens com o selo FSC, prova do compromisso contínuo e de longo prazo da companhia com o fornecimento responsável. 

Conduzir a excelência ambiental é uma das prioridades estratégicas da Tetra Pak, não apenas nas suas próprias operações, mas em toda a cadeia de valor. A empresa está empenhada em desenvolver uma embalagem que contribua para uma economia circular de baixo carbono - ou seja, uma embalagem feita inteiramente de materiais vegetais ou reciclados, sem nunca comprometer a segurança alimentar. Os rótulos certificados Bonsucro estarão disponíveis para colocação em embalagens a partir do primeiro trimestre de 2020.​