Mercado exige mais inovação da indústria

Segmentos cada vez mais específicos e novas tecnologias impõem enormes desafios e oportunidades às empresas do setor

Mercado exige mais inovação da indústria

As novas tecnologias e as transformações na mentalidade dos consumidores já produziram enormes impactos em diversos setores. Agora, chegou a vez da indústria de alimentos. A busca por um estilo de vida mais saudável, a hipersegmentação do mercado, o consumo consciente e o ecossistema das start-ups estão exigindo cada vez mais das indústrias que atuam no setor.

Nos países desenvolvidos, as mudanças estão chegando ao mercado em ritmo acelerado. Há desde empresas utilizando nanotecnologia até marcas oferecendo itens customizados ao cliente final por meio de impressoras 3D. Um levantamento do programa mundial de alimentação da ONU listou 128 tecnologias que devem impactar o setor nos próximos anos.

No Brasil, empresas buscam liderar o processo de inovação no setor. Uma delas é a Tetra Pak, que fornece desde sistemas de processamento e envase de alimentos até instrumentos de marketing para identificação de oportunidades e desenvolvimento de novos itens. "Temos a missão de ajudar nossos clientes a fazer a travessia para esse novo ambiente", afirma Pedro Gonçalves, diretor de Marketing da área de processamento da Tetra Pak.

Ele explica que, num passado não muito distante, o grande desafio da indústria no Brasil era basicamente garantir o acesso da população aos seus produtos. Hoje, uma das principais tendências é a hipersegmentação.

Diversidade de perfis

Mesmo as análises que buscam identificar os comportamentos típicos de cada geração não conseguem captar toda a complexidade desse novo cenário. Um exemplo é a busca por uma alimentação mais saudável. Antes, os consumidores com essa preocupação podiam ser enquadrados em um mesmo grupo. Hoje, já se identificam pelo menos quatro perfis: pessoas preocupadas em evitar doenças; em promover mais saúde; melhorar o desempenho atlético; e os adeptos de filosofias de vida que impõem mudanças extremas no estilo de alimentação. A atenção dos novos consumidores está voltada tanto para as características nutricionais, quanto para a forma como são produzidos e os impactos ambientais dos ingredientes e das embalagens. Atuar nesse novo ambiente vai exigir cada vez mais das empresas, que terão de acelerar muito seus processos de inovação.

Centro de inovação

A Tetra Pak vem se dedicando cada vez mais a participar do processo de inovação da indústria de alimentos. Pra isso, criou uma área chamada Marketing Services, que atua em parceria com os clientes em diversos campos, como identificação de oportunidades, desenvolvimento de novos produtos e definição do seu posicionamento de marketing. A empresa, que celebra seus 60 anos no Brasil, inaugurou recentemente o Centro de Inovação ao Cliente (CIC), que inclui uma planta industrial piloto para criar protótipos e diversas estruturas e ferramentas de marketing. A empresa auxilia também em relação ao posicionamento de marketing e à localização física do produto no ponto de venda.

Segurança redobrada

A empresa ajuda seus clientes a enfrentar os desafios de produção, como a necessidade crescente de conciliar variedade com e ciência, produtividade e segurança. Uma mesma linha deve ser flexível o bastante e estar preparada para fazer e envasar diversos tipos de produto. Isso sem contar os desafios do ponto de vista ambiental, que envolvem desde a adoção de processos que economizam água e energia até o desenvolvimento de embalagens ainda mais sustentáveis. Além de serem 100% recicláveis, as embalagens da Tetra Pak contam com 82% de matérias-primas de fontes renováveis e são especialmente eficientes do ponto de vista de segurança alimentar, distribuição e armazenamento. Mas as necessidades do consumidor evoluem e cabe à indústria manter um esforço contínuo para inovar e atendê-lo da melhor forma.

Um RG para cada produto

Sistema controla a produção e permite ao consumidor ter acesso à trajetória do alimento

As pessoas sempre deram enorme importância à segurança dos alimentos. Nos últimos anos, vem crescendo no mundo todo a busca por marcas que fornecem informações mais precisas sobre a origem de seus produtos. No Brasil, a Tetra Pak oferece uma das tecnologias mais inovadoras de rastreabilidade. O sistema integra diversas informações sobre a história do alimento e um de seus principais objetivos é aumentar a produtividade e prevenir erros. Ele permite também levar essas informações ao consumidor final por meio de código impresso nas embalagens. Com o código é possível consultar na internet diversas informações sobre o produto, como data e local de produção e envase, análise de qualidade da matéria-prima e cooperativas fornecedoras do leite. Além de sistemas de automação e controle, a Tetra Pak oferece às indústrias de alimentos consultoria especializada, com engenharia para otimização do funcionamento de fábricas, inteligência e serviços técnicos.

Sobre

Este conteúdo é uma produção especial do Media Lab Estadão, criado em parceria com a Tetra Pak Brasil

Acesse a brand page
Media Lab Estadão