2020-07-06
UGANDA

Parceria para desenvolver a pecuária leiteira em Uganda

Educando os produtores de leite no Uganda

O desafio

O setor de laticínios de Uganda desempenha um papel muito importante no desenvolvimento econômico do país e é uma fonte vital de nutrição. No entanto, embora a indústria láctea tenha mantido uma taxa de crescimento médio positivo de 3% ao ano, o setor enfrenta vários desafios.

Segundo a Dairy Development Authority, a produção nacional de leite é de 2,2 bilhões de litros por ano. Desse total, apenas 33% são processados. Os 67% restantes não são coletados formalmente e grande parte é perdida. Cerca de 95% da produção de leite provém de pequenos agricultores que vivem em áreas rurais pobres. Enquanto isso, 41% da população está desnutrida, de acordo com a FAO.

A produtividade por vaca no Uganda é baixa, com uma média de quatro litros por dia. Isso é atribuído à falta de treinamento e serviços de consultoria para agricultores. 

A iniciativa

A Comunidade de Agricultores de Laticínios da Pearl (PDFC) é uma iniciativa liderada pela Pearl Dairy Farms, Ltd. (uma processadora líder de laticínios com sede em Mbarara, Uganda), em colaboração com a International Finance Corporation, Bles Dairies, VetEffect, SNV, Tetra Pak e Tetra Laval Food for Desenvolvimento. 

Cerca de 50 executivos de desenvolvimento de laticínios foram contratados e treinados para fornecer assistência técnica prática a 1.000 produtores comerciais de laticínios no sudoeste de Uganda. Esses agricultores também estão vinculados a um processador dedicado, dando a eles acesso garantido ao mercado.

O programa visa alcançar os seguintes objetivos:

  • Estabelecer uma equipe de serviços de extensão profissional que treine os produtores de leite nas melhores práticas de gestão agrícola, com foco na melhoria da produtividade e da qualidade do leite. 
  • Melhorar a produtividade das 1.000 fazendas iniciais em pelo menos 30%.
  • Ampliar o programa a longo prazo por meio de uma campanha de alcance que visa 5.000 pequenos agricultores.

O valor

As fazendas líderes estão mostrando melhorias positivas. No geral, a produção de leite aumentou em quase 78% por fazenda, em média. O aumento é devido à assistência técnica fornecida pela equipe do projeto em alimentação, nutrição e pecuária adequadas. 

Joseph Nsereko, que vive em Mbarara, é um exemplo de agricultor que se beneficiou da iniciativa. Anteriormente, ele lutava para aumentar a produção de leite de sua fazenda para além de 180 litros por dia, com um rebanho de 30 vacas. Desde que ingressou no projeto, a produção dobrou. Até a presente data, o projeto ajudou a criar 150 novos empregos diretos e melhorou os meios de subsistência de mais de 1.000 agricultores. Os pequenos agricultores estão aprendendo a gerar mais renda e melhorar o estado nutricional de suas famílias.

"Estamos honrados em ter o suporte técnico da Food for Development, que ofereceu treinamento prático aos produtores de leite. Seu vasto conhecimento na pecuária leiteira foi uma valiosa experiência de aprendizado para os agricultores." Amit Sagar, CEO da Pearl Dairy Farms, Ltd. 

Olhando para o futuro

Existem planos para ampliar o programa para alcançar 5.000 pequenos agricultores. Até 2021, a produção de leite das fazendas da região deverá aumentar em 100.000 litros/dia do atual nível de 160.000 litros/dia, gerando um aumento anual de US$ 3 milhões na receita dos agricultores.