Aprende a ler os rótulos dos produtos alimentares

 

A rotulagem dos alimentos tem como objetivo informar os consumidores sobre as características dos produtos alimentares embalados. Se queres fazer uma boa escolha, tens que saber ler o que o rótulo te transmite!

Denominação de venda

É o nome do produto alimentar. A marca de fabrico ou comercial pode ser facilmente confundida com a denominação de venda mas são informações distintas. Se o produto tiver sido sujeito a algum tratamento industrial, este deve constar na denominação de venda (ex: aromatizado).

Lista de ingredientes

Todos os ingredientes utilizados para o fabrico do produto alimentar têm obrigatoriamente que ser apresentados nesta lista, por ordem decrescente em termos de quantidade em que se estão presentes. Os Aditivos são representados pela sua categoria e pelo seu nome específico ou pela letra "E" seguida de um número com três algarismos (Ex: antioxidante E300). Os Alergénicos são substâncias que também têm que constar na lista de ingredientes (Ex: glúten, ovos, crustáceos, amendoim, soja, leite, etc).

Quantidade líquida

A quantidade líquida refere-se à quantidade em que o produto alimentar está presente na embalagem. Esta quantidade pode ser expressa em volume (l, cl ou ml) ou em massa (kg ou g). Se o alimento estiver envolvido num líquido, a quantidade líquida refere-se ao total, isto é, o peso do alimento conjuntamente com o peso do líquido. Nestes casos, aparece também referido o peso escorrido, ou seja, o peso do alimento sem o líquido envolvente.

Prazo de validade

O prazo de validade é a data limite até à qual o alimento pode ser consumido. Pode ser apresentado como: Data limite de consumo, "Consumir até… (dia, mês) " – alimentos que se deterioram facilmente; Data de durabilidade mínima; "Consumir de preferência antes de…" (dia, mês) – alimentos com duração inferior a 3 meses ou "Consumir de preferência antes do fim de…" (mês, ano) – alimentos com duração de 3 a 18 meses.

Lote de fabrico

O lote de fabrico refere-se ao lote no qual aquele alimento é inserido. Este é um dado importante para se fazer a rastreabilidade do produto alimentar, caso ocorra alguma não conformidade.

Nome e morada da entidade que lança o produto no mercado

É referenciado o nome e a morada da entidade que é responsável por todas as menções colocadas no rótulo do produto ou a empresa que o distribui.

Condições de conservação (quando o alimento é perecível)

Quando o alimento é perecível são referenciadas as condições nas quais o alimento deverá ser mantido para garantir um estado adequado de conservação até findar o prazo de validade.

Informação nutricional

Refere-se à composição nutricional dos produtos alimentares e à energia que fornecem. Esta pode ser uma informação simples que apresenta apenas o valor energético do alimento e o teor em proteínas, hidratos de carbono e lípidos, ou completa e nesse caso comunicam-se também os teores em açúcares, ácidos gordos saturados, colesterol, ácidos gordos trans, fibras alimentares, vitaminas, minerais (sódio, cálcio).

A informação nutricional é expressa por 100g ou por 100ml de produto alimentar, por dose ou por porção desde que se indique no rótulo a quantidade da dose ou o número de porções contidas na embalagem. É importante fazer o cruzamento entre a quantidade indicada a que corresponde a composição nutricional e a quantidade líquida do produto alimentar. Só desta forma, teremos real noção do valor energético do que consumimos. Alguns produtos alimentares apresentam a informação nutricional baseada em Valores Diários de Referência (VDR), que por sua vez foram estabelecidos com base em estudos científicos.

_JON1525.jpg