Lund, Sweden

​Levando superalimentos a consumidores europeus

A demanda pelo novo "superalimento" quark aumenta. Reduzindo a capacidade e usando um único sistema de automação, a Limelco está no controle da sua produção de lácteos.

O NOVO "SUPERALIMENTO" quark tomou conta da Europa. Consumidores conscientes com a saúde apreciam esse queijo branco, fresco e macio por seu alto teor de proteína e baixíssimo teor de sal e gordura. Durante os últimos dois anos, o consumo do quark cresceu exponencialmente, o que incentivou a Limelco, uma produtora de laticínios de médio porte na Bélgica, a expandir substancialmente sua capacidade de produção.

Menina comendo iogurte

A Limelco reconheceu a tendência do quark no início e, em 2012, a empresa decidiu atualizar seus sistemas de produção na fábrica de Zonhoven, no nordeste da Bélgica.

"Era essencial expandir nossa capacidade e, ao mesmo tempo, reduzir nossas perdas", diz Joel Budo, gerente técnico da Limelco. "Também precisávamos substituir máquinas antigas e atualizar nossa automação", afirma.

A fábrica de Zonhoven da Limelco tem cinco linhas de produção. Quatro delas produzem produtos de alto valor. Uma linha é dedicada à produção de queijo branco (quark); a segunda, à produção de mousse de chocolate, pudins de arroz e outras sobremesas; a terceira, sobremesas prontas em temperatura ambiente; e a quarta, bebidas proteicas, uma categoria de produtos que também está em rápido crescimento na Limelco. Uma linha de produção em grande volume adicional produz leite em pó desnatado.

Tecnologias e recursos comprovados, juntamente com o relacionamento estreito estabelecido entre as duas empresas, fez da Tetra Pak uma parceria óbvia para a Limelco.

"A Tetra Pak nos ofereceu o melhor fornecimento total do projeto", diz Budo. "A combinação entre equipamento de processamento e sistema de automação é essencial. Começamos o projeto atualizando os sistemas de recebimento de leite e de limpeza no local".

A automação da fábrica foi fundamental. As unidades e componentes de processamento estavam conectados a diferentes sistemas de controle, o que impossibilitava uma visão geral total. Várias ações manuais e muita papelada para lidar com receitas e rastrear produtos causavam perdas de produto desnecessárias e ocupavam demais o tempo dos operadores.

Com o sistema de automação, a empresa agora pode facilmente monitorar todos os parâmetros na produção. Todas as unidades e componentes de processamento estão conectados ao sistema de automação. O sistema elimina a maioria dos processos manuais, o que minimiza o risco de erro humano. "Controlamos a produção do início ao fim e temos uma visão geral em um único monitor", explica Budo.

O sistema de automação permite uma maior eficiência no planejamento da produção e no uso do equipamento. Isso leva a um menor desperdício de material e de produto e redução no consumo de energia e água. Outra vantagem é uma qualidade consistente do produto e garantia de segurança de alimentos. O mesmo processo de produção pode ser facilmente repetido, e o sistema garante que cada embalagem seja totalmente rastreável. "Nossos produtos de queijo branco devem manter uma alta qualidade consistente, e podemos monitorar isso graças ao sistema da fábrica", diz Budo.

Foi preciso preparação e planejamento cuidadosos para integrar as várias unidades e componentes independentes das linhas de processamento em um sistema de automação.

"O maior desafio foi instalar o novo sistema em uma fábrica que está em funcionamento todo o tempo", afirma Budo. "Tínhamos reuniões semanais com a Tetra Pak, nas quais discutíamos passo a passo o que tínhamos feito no fim de semana anterior, qual seria a próxima etapa e como organizá-la.

"Como a Limelco tinha fechado um novo contrato com uma cadeia de supermercados, a necessidade de produzir mais quark tornou-se urgente. A empresa teve que dobrar rapidamente a sua capacidade de produção de 12.500 toneladas por ano. A equipe da Tetra Pak analisou toda a configuração para encontrar a melhor maneira de aprimorar a produção da Limelco. Uma medida foi investir em uma maior capacidade de fermentação, dois novos pasteurizadores e tanques para armazenamento temporário adicionais. Além disso, a configuração de componentes existentes foi alterada para melhorar a eficiência e aumentar a capacidade. Por exemplo, a equipe possibilitou o funcionamento de duas separadoras em paralelo.

"Flexibilidade é importante", diz Budo. "Agora, podemos produzir com duas separadoras ao mesmo tempo; antes, só podíamos usar uma de cada vez". O próximo passo é instalar uma unidade de ultrafiltração. Isso aumentará ainda mais a eficácia da linha de processamento", conclui.

Tetra PlantMaster

PRINCIPAIS BENEFÍCIOS DA SOLUÇÃO:

  • Perdas de produtos foram drasticamente reduzidas graças à implementação de um sistema de automação da Tetra Pak.
  • A Limelco dobrou a capacidade de produção de queijo branco, de 12.500 para 25.000 toneladas por ano.
  • Qualidade do produto melhor e mais consistente.
  • Boa rastreabilidade do produto.