Roberto Franchitti
CUIDANDO DO FUTURO

Entrevista com Roberto Franchitti

Roberto começou a trabalhar na Tetra Pak em 2007. Hoje, lidera a equipe de desenvolvimento e engenharia da nossa plataforma Carton Value and Economy, que representa aproximadamente 90% das vendas da Tetra Pak. Aqui, vamos falar sobre como a Tetra Pak reduz o desperdício de alimentos e como a diminuição do impacto operacional dos nossos clientes faz uma grande diferença. ​

2018-09-03

Conte-nos rapidamente sobre o seu trabalho.

Eu lidero uma equipe sólida de 600 pessoas, principalmente pessoal técnico e cientistas, como engenheiros mecânicos, químicos, engenheiros de software e outras disciplinas. Nosso trabalho é criar e desenvolver soluções para embalagem da Tetra Pak, isto é, as embalagens cartonadas que as pessoas têm em casa na geladeira, além do equipamento de embalagem que os nossos clientes têm em seus locais de produção. Isso significa que não apenas fazemos as embalagens cartonadas para alimentos líquidos, mas também o equipamento que faz o envase dessas embalagens de maneira segura, eficiente e com o mínimo de desperdício possível.  

Qual é o objetivo da Tetra Pak quando se trata de desperdício de alimentos?

O objetivo da nossa empresa foi construído sobre a premissa de reduzir o desperdício de alimentos. Essa é a base da nossa existência e o motivo do nosso sucesso. Veja, por exemplo, um produto como o leite: altamente nutritivo e altamente perecível. Se envasado em uma das nossas embalagens, é possível transportá-lo, sem refrigeração e sem deterioração, por longas distâncias e até mesmo continentes. Isso significa que haverá uma chance muito maior de que ele seja consumido antes de estragar. o ODS 2 é sobre fome zero. Graças aos processos e embalagens da Tetra Pak, nossos clientes podem fornecer um suprimento de alimentos econômicos e nutritivos a vilarejos remotos. Esse exemplo ilustra por que a Tetra Pak foi importante há 67 anos, quando a empresa foi fundada, por que somos relevantes hoje e por que seremos ainda mais relevantes no futuro.

O que significa a sustentabilidade para o seu departamento?

Quando falamos de sustentabilidade, temos uma visão de 360 graus. Isso significa que estamos falando sobre a sustentabilidade do nosso negócio e dos nossos clientes, as nossas operações, a vida dos nossos funcionários e consumidores e, é claro, do nosso planeta. Para nós, a sustentabilidade não tem a ver apenas com ajudar a processar e embalar alimentos, e sim com tudo o que está vinculado ao nosso trabalho, desde a maneira como projetamos equipamentos, até o consumo de energia e de água desses equipamentos durante toda a vida útil. Significa também pensar sobre o impacto durante a fabricação, nos materiais que escolhemos e na maneira como montamos e transportamos equipamentos.

Como vocês estão melhorando a sustentabilidade da sua plataforma?

Quando a minha equipe começa a desenvolver um novo equipamento, definimos seus "requisitos de produto" em duas categorias principais: qualidade de alimentos e desempenho. A categoria de desempenho tem um foco cada vez maior na sustentabilidade, o que faz com que nossas máquinas operem mais rápido, com menos energia, menos água e gerando menos desperdício. Estamos constantemente analisando todo o sistema para encontrar até mesmo pequenas oportunidades de aprimoramento. Por exemplo, lançamos recentemente a máquina de envase Hyperspeed, que pode produzir até 40.000 embalagens por hora, aproximadamente o dobro da velocidade da versão anterior. Alguns dos nossos clientes estão produzindo 950.000 embalagens por dia em apenas uma linha de envase. Então, quando fazemos uma "pequena" melhoria de 0,01% por embalagem, seja no uso de energia, nas emissões de CO2 ou qualquer outra, ela acaba fazendo uma grande diferença.

O que está impulsionando essa busca contínua por pequenas melhorias?

A conscientização e o desejo pelo progresso quanto às questões de sustentabilidade estão maiores do que nunca, por parte da sociedade, dos legisladores e de muitos dos nossos consumidores. Nossas contas globais estão conduzindo a agenda desde uma perspectiva de sustentabilidade. Essa é uma parte da motivação. Outra motivação pessoal fundamental foi participar do Fórum de Sustentabilidade. Foi muito esclarecedor para mim. Eu percebi que a sustentabilidade faz muito sentido em termos de negócios para a Tetra Pak e para os nossos clientes. Por exemplo, ao obter esses ganhos extra em nossos sistemas, reduzimos o impacto dos nossos clientes, fazemos com que economizem dinheiro, reduzimos o desperdício de alimentos e contribuímos com os ODS.

Qual é o principal desafio que você enfrenta em seus esforços de sustentabilidade?

Embora a sustentabilidade tenha um objetivo global claro, seus desafios específicos variam em todo o mundo, da América do Norte ao Sudeste Asiático, até a Europa Ocidental. É um erro pensar que compreendemos esses desafios. Eles são diferentes de região para região, e estão em constante mudança. Por exemplo, o Japão tem uma economia progressiva e madura, mas também tem desafios demográficos. Muitos dos cidadãos idosos vivem sozinhos ou com uma pessoa, e muitos deles têm dificuldade de terminar uma embalagem de um litro de leite antes que ele estrague. Isso significa um desperdício de alimento. Estamos trabalhando com nossos clientes no Japão para redimensionar as embalagens de modo a oferecer tamanhos ideais para as necessidades dos consumidores. O desafio é encontrar a resposta certa para as circunstâncias adequadas.

Alguma parceria empolgante para contar-nos?

Em 2017, a Just Water, uma marca de água engarrafada sustentável dos EUA, escolheu a Tetra Pak para as suas embalagens. Estou extremamente orgulhoso de que uma empresa com esses etos tenha escolhido o sistema da Tetra Pak. As garrafas da Just Water são 82% derivadas de plantas, com papel feito de árvores e tampa e ombro de cana-de-açúcar. Isso acumula uma redução de 74% nas emissões de carbono em comparação com uma garrafa de plástico padrão.

Sobre o que você está mais empolgado no próximo ano?

Estou empolgado com a oportunidade que temos de tratar de alguns dos desafios mundiais da embalagem de alimentos. Temos uma responsabilidade por sermos quem somos, e temos os recursos, o talento e a iniciativa para fazer uma diferença real. Na minha equipe, a sustentabilidade passou a ser prioridade na nossa agenda.